Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Plano Diretor

População da regional Portão pede novas áreas verdes

10/06/2014 18:54:00

Cerca de 200 pessoas participaram da última audiência pública regional de revisão do Plano Diretor de Curitiba. Realizada na Regional Portão/Fazendinha, na Rua da Cidadania da Fazendinha, a audiência pública recebeu 21 contribuições da comunidade.

Entre as propostas apresentadas estão pedidos para implantação de novas áreas verdes na região, por meio da criação de parques, bosques e praças. “Além de nos preocuparmos com a questão ambiental, pois são áreas verdes, algumas com nascentes de rios, também há a questão da segurança, pois esses locais têm sido usados para o consumo de drogas”, relatou a moradora Rosimari Bueno.

O pedido para a implantação de ciclovias na Regional Portão veio de uma líder comunitária. “Eu também sou contra o excesso de carro nas ruas, eu também sou contra a poluição, eu também gostaria muito de ir para o trabalho de bicicleta. Mas, para isso, é preciso que instalem ciclovias na nossa regional. Assim, com segurança, muitas mulheres poderão utilizar a bicicleta como meio de transporte. Hoje é muito perigoso”, disse a líder comunitária Leonice Franco.

Já o presidente do Conselho Comunitário de Segurança do Bairro Água Verde, Paulo Roberto Santos, fez uma sugestão para melhorar a acessibilidade em Curitiba. “Precisamos de travessias elevadas junto aos terminais de ônibus. Isso obrigaria os carros a diminuírem a velocidade nesses locais que têm uma afluência muito grande de pedestres”, analisou Soares. Ele também solicitou que, nas vagas de estacionamento para pessoas com deficiência, houvesse um rebaixamento da calçada para que a pessoa pudesse sair do carro e utilizar a cadeira de rodas.

A empresária Emília Grossman apresentou uma sugestão para que o poder público municipal possa receber contribuições da comunidade de forma constante, independentemente da revisão do Plano Diretor. “Sugiro que a prefeitura disponibilize, no carnê do IPTU, informações sobre como as pessoas podem apresentar sugestões e críticas para a administração pública. Penso que muita gente iria contribuir”, opinou Emília Grossman.

Ao longo da audiência pública, também foram apresentados pedidos para a melhoria dos serviços de saúde e educação, reciclagem obrigatória, acessibilidade para pessoas com deficiência visual nas calçadas, segurança, limpeza de rios, implantação de binários, limpeza de terrenos e mais alternativas culturais fora do centro de Curitiba.

“Estamos encerrando a primeira fase de um ciclo de audiências que são fundamentais para o futuro de nossa cidade. Estamos escrevendo a história de Curitiba com a participação de todos. É um belíssimo exercício de cidadania e de visão de futuro. A participação de todas as pessoas, em todas as regionais, tem sido muito importante. Todos estão de parabéns. E tudo isso vem ao encontro da proposta principal dessa administração que coloca o ser humano em primeiro lugar, como medida de todas as coisas”, disse o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, Sérgio Póvoa Pires.

Estiveram presentes ao evento o secretário de Relações com a Comunidade, Caíque Ferrante; o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues; o administrador da Regional Portão, Marco Aurélio Lima de Mello; e o vereador Dirceu Moreira.

 

 

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484