Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Curitiba 321 anos

No dia do aniversário, Curitiba ganha o Parque Guairacá

29/03/2014 13:07:00
Rádio Prefeitura
Radio Prefeitura
Gustavo Fruet destaca importância do Parque Guairacá para a cidade

Curitiba ganhou neste sábado (29), em comemoração aos 321 anos da cidade, um novo conjunto de áreas verdes: o Parque Guairacá. Com 120 mil metros quadrados, o parque faz parte do Rio Parque, programa que prevê a implantação de áreas de preservação e de lazer ao longo dos rios Barigui, Belém e Atuba.

“Nessa área vamos buscar a preservação dos rios e a diminuição dos riscos de inundação. Conseguimos, através da Cohab, intensificar o processo de regularização fundiária e realocação de famílias da região. Além disso teremos equipamentos de lazer para que a comunidade conquiste o parque e tenha aquela sensação de pertencimento”, afirmou o prefeito Gustavo Fruet.

Fruet destacou o fato de Curitiba ganhar como presente de aniversário mais um parque, reconhecidamente um dos seus principais símbolos: “É uma cidade que tem essa marca da preservação, reciclagem e consciência ambiental, mas que precisa avançar. Precisamos recuperar um passivo que se acumulou e, ao mesmo tempo, olhar para o futuro, evitando possíveis problemas”.

Reassentamento possibilitou criação do parque Guairacá

Festa
Brinquedos infláveis para as crianças, aplicação gratuita de microchips e castração de cães marcaram a festa de inauguração do novo parque. O empresário Roberto Pagnussat levou a filha para conhecer o local, que se tornou a mais nova opção de lazer da família. “Vínhamos acompanhando as obras há vários meses, com muita expectativa. É fundamental que tenhamos uma área verde de lazer. E só precisamos caminhar cinco quadras para chegar aqui”, contou.

Aroldo dos Santos, distribuidor independente e morador da região, levou o sobrinho para brincar no novo parque. Ele disse estar animado com os benefícios para a saúde que o espaço pode trazer: “Uma área que antes não era utilizada agora estará disponível para a população. Gostei da pista de caminhada para a minha mãe, que é uma senhora de idade e vai aproveitar”.

O evento também contou com apresentações circenses, da Banda Lyra Curitibana e de integrantes da escola de samba campeã do Carnaval 2014, Mocidade Azul.

Parque didático
“O Guairacá é um parque original e único, com caráter didático e que reúne num mesmo espaço trilha didática, nascente, lago e banhado”, explica o secretário municipal do Meio Ambiente, Renato Lima. A Trilha das Águas, por exemplo, é um roteiro guiado com placas informativas, sobre a importância da conservação da água e das áreas de nascentes e banhados.

A caminhada didática, de 885 metros, deve começar no deque instalado sobre o lago, onde há um mural de orientações. Na sequência, o visitante irá percorrer a nascente da Fazendinha e o Lago Guairacá. “Placas indicativas colocadas no local informam, por exemplo, sobre a função do lago como contenção de enchentes na região”, afirma o secretário.

Também fazem parte do percurso áreas de banhado preservadas, que têm a mesma função de retardar e amenizar possíveis inundações, mirante e blocos de rocha com brecha ou falha geológica. Eles indicam que, há milhares de anos, houve ali uma grande movimentação tectônica, local ocupado pelo rio.

 “O objetivo é que o local seja visitado por grupos escolares e também por moradores e turistas da cidade, que terão a oportunidade de adquirir muito conhecimento”, diz Lima. Entre outras atrações do parque, ele destaca a possibilidade de observação do encontro de um afluente com o Rio Barigui, o que permite a comparação da qualidade das águas de ambos.

 “O Guairacá tem a missão de mostrar as dificuldades e riscos da ocupação da planície de inundação e as vantagens de reservar esta área para conservação da natureza, através dos parques”, afirma o secretário.

Estrutura
A nova unidade de conservação, que compreende o Guairacá e o Rio Parque Fazendinha, conta com espaço de lazer, esporte e preservação ambiental e está instalada na região da Vila Rigoni. A nova área verde tem conexões diretas ainda com o Parque Cambuí e com o Bosque da Fazendinha, o que a transforma numa grande região de preservação.

O Guairacá está localizado numa extensão que acompanha as margens do Rio Barigui desde a rua Dionira Klemtz até o parque Cambuí, permitindo a interligação dos espaços. Uma grande área de lazer também conecta o parque ao Bosque da Fazendinha.

 O novo parque ocupa 1,3 mil metros lineares às margens do Rio Barigui. Uma das funções da área transformada em parque é amenizar o impacto das chuvas, atuando na contenção de enchentes.

Entre os equipamentos implantados no Parque Guairacá estão pista de passeio compartilhado entre pedestres e ciclistas, quadras esportivas, playground e iluminação, além da recomposição da mata ciliar com vegetação nativa.

O local também recebeu um lago, obras de drenagem, terraplanagem, paisagismo, recuperação da área de preservação permanente existente, instalações elétricas e hidráulicas e construção de ponte, passarelas e área de lazer. A área total de intervenção, incluindo parque e seu entorno, é de 140 mil metros quadrados.

Nome
O nome do parque é uma homenagem ao grande chefe indígena das doze tribos guaranis, o Cacique Guairacá. No hino de Curitiba, também há uma homenagem ao chefe indígena: "cidade linda e amorosa da terra de Guairacá..."

A área onde foi implantado o Guairacá foi incorporada ao patrimônio municipal por meio de instrumentos legais como pagamento de dívidas com o município, potencial construtivo, desapropriação e relocação de famílias em áreas de invasão. O custo do novo parque é de R$ 10,1 milhões, numa parceria da Prefeitura de Curitiba com a Agência Francesa de Desenvolvimento.

Com a nova área, Curitiba passa a ter aproximadamente 24 milhões de metros quadrados de área verde, somando bosques, praças, reservas particulares e seus 22 parques públicos.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484