Registrar
Acesso à Informação
Pesquisar
Qua, 03/09/14
Tempo Hoje
maxima minima
21º
10º
Prefeitura Municipal de Curitiba

Saúde

Ministério da Saúde lança em Curitiba curso de atendimento a usuários de drogas

23/10/2013 15:10:00
  • Compartilhe
Rádio Prefeitura
Radio Prefeitura
Ministério da Saúde lança em Curitiba curso de atendimento a usuários de drogas

Baixe o Flash Player.

O projeto do Ministério da Saúde Caminhos do Cuidado, que irá formar agentes comunitárias, técnicas e auxiliares de enfermagem para prestarem atendimentos também voltados ao uso de crack, álcool e outras drogas, foi lançado nesta quarta-feira (24), na Associação Médica do Paraná.

O projeto está inserido no plano integrado “Crack, é Possível Vencer” do Ministério da Saúde e tem parceria com as instituições de ensino Fiocruz, do Rio Janeiro e Grupo Hospitalar Conceição, do Rio Grande do Sul, com as secretarias estaduais de saúde.

“Este projeto de qualificação dos profissionais de Atenção Básica é um marco que rompe o isolamento da saúde mental com os outros serviços, através da ideia de que são necessários locais altamente especializados para realizar o atendimento em saúde mental”, ressaltou Marcelo Kimati, diretor do Centro de Saúde Mental da Secretaria Municipal da Saúde. Em Curitiba, 40 agentes comunitários irão participar das primeiras turmas do curso.

O curso terá duração de 60 horas, sendo 40 horas presenciais e 20 horas de observação de campo. Ele pretende oferecer um conjunto de estratégias e conhecimentos em saúde mental, que possibilitem acolher e cuidar do usuário de álcool e drogas de forma integral. A base do curso é a política do Ministério da Saúde de Atenção Integral e o cuidado com as pessoas que fazem o uso prejudicial de drogas, norteados pela redução de danos aos usuários.

“Os agentes comunitários e técnicos são fundamentais neste trabalho porque fazem parte do cotidiano das pessoas, conhecem o contexto em que cada usuário do Sistema Único de Saúde vivem e isso é fundamental no trabalho de resgate dos usuários de álcool e drogas”, contou Alexandre Trino, coordenador nacional de Saúde Mental do Ministério da Saúde.

  • Compartilhe