Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Palestras

Experiência de gestão urbana em Curitiba atrai estudantes de 15 universidades

06/11/2015 18:08:00

Cerca de 140 alunos de 15 universidades participaram do X Ciclo de Palestras “Curitiba, a Experiência em Gestão Urbana”, nesta sexta-feira (6). Além dos estudantes de cinco instituições de ensino de Curitiba, o evento recebeu jovens das cidades de Ponta Grossa (PR), Blumenau (SC), Joinville (SC), Frederico Westphalen (RS), Santa Maria (RS), Santos (SP), Sorocaba (SP) e até de Recife (PE). Eles vieram em busca de conhecimentos nas áreas de planejamento urbano, mobilidade, gestão do transporte e gestão ambiental.

“Sempre tivemos demandas constantes de muitos grupos de estudantes que acabavam visitando algumas secretarias municipais. Para atender essa demanda de forma eficiente, preparamos palestras e centralizamos o atendimento em dois eventos anuais”, explica Daniele Moraes da Assessoria de Relações Externas do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). Neste segundo evento de 2015 estiveram presentes alunos dos cursos de arquitetura e urbanismo, de diversas engenharias, turismo e geografia.

O ciclo de palestras começou pelo planejamento urbano. A arquiteta Daniele Moraes transmitiu noções a respeito da formação geográfica de Curitiba, composição da Região Metropolitana, histórico do planejamento da cidade, planos setoriais, ferramentas de gestão, revisão do Plano Diretor e equipamentos públicos. Também apresentou aspectos da mobilidade urbana, com destaque para a implantação do primeiro calçadão do Brasil na Rua XV de Novembro, Plano de Gestão de Calçadas, Plano Estratégico Cicloviário e futura implantação do Metrô de Curitiba. “Trata-se de um público qualificado, formador de opinião, que quer saber não apenas dos projetos, mas também das estratégias e desafios para a implantação”, destacou Daniele Moraes.

A coordenadora de Relações Institucionais da Urbs, Sílvia Ramos, fez uma palestra sobre o sistema de transporte coletivo de Curitiba. Além dos dados históricos, os estudantes puderam conhecer em detalhes o funcionamento do transporte coletivo em Curitiba e os projetos futuros para o setor. “O nosso objetivo é fomentar o interesse desses jovens para que saiam daqui com vontade de pesquisar e aprofundar conhecimentos para que, no futuro, possamos contar com profissionais qualificados. Quanto mais gente capacitada para buscar novas soluções urbanas, melhor será o futuro para todos”, disse Sílvia Ramos.

Já o representante da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, engenheiro ambiental Carlos Guilhen, levantou as questões fundamentais relacionadas à sustentabilidade. Além de apresentar a evolução histórica de Curitiba na área ambiental, Guilhen também demonstrou, por meio de dados comparativos, que a administração e o recolhimento diário do lixo custam muito mais ao município do que a administração dos parques, por exemplo, que trazem inúmeros benefícios para a cidade – desde a contenção de cheias, passando pela conservação da biodiversidade até a oferta de espaços de lazer para a comunidade.

Carlos Guilhen falou ainda dos atuais projetos desenvolvidos pelo Meio Ambiente, com destaque para as estações de sustentabilidade que tem como objetivo ampliar a oportunidade de reciclagem do lixo da cidade envolvendo a participação ativa dos moradores. “Recursos limitados não podem sustentar um crescimento ilimitado. Por isso, o consumo e o descarte de materiais recicláveis e não recicláveis precisa ser muito bem pensado por todos”, explicou.

“Achei tudo muito interessante. Sou do Rio de Janeiro e estudo em Santos. A maioria dos municípios não tem iniciativas como essas que vimos aqui. A gestão urbana de Curitiba nos oferece muitos bons exemplos, tendo testado o que funciona e indicando caminhos para o aprimoramento das cidades”, enfatizou Thayane Magalhães, aluna do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Santa Cecília.

Outra futura arquiteta, a gaúcha Raquel Franco, disse que vai levar muitas ideias para a cidade de Frederico Westphalen, onde nasceu e estuda. “Gostei especialmente das soluções apresentadas para a área de mobilidade urbana e o transporte coletivo. É preciso implantar soluções como essas enquanto temos tempo de planejar o crescimento de nosso município, já que o núcleo urbano ainda é pequeno. Há muita coisa por fazer e vamos levar conosco excelentes ideias”, animou-se Rachel Franco. O ciclo de palestras sobre a experiência em gestão urbana de Curitiba é uma iniciativa conjunta do Imap, Ippuc, Urbs e SMMA.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484