Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Armazéns da Família

Descubra a importância das cores dos alimentos para a saúde

14/09/2017 10:51:00

Variar nos ingredientes e fazer um prato colorido, repleto de alimentos ricos em minerais, vitaminas, proteínas, carboidratos e fibras, resulta em mais energia e saúde. A aposentada Yone Poncio, 79 anos, reconhece que não estava seguindo esta orientação, mas garante que a partir de agora irá adotá-la na hora do preparo das refeições. “Sei que não como muita salada, nem arroz e feijão, mas aprendi hoje que o prato colorido ajuda a evitar doenças”, contou ela.

Dona Yone foi uma das frequentadoras do Armazém da Família do Boa Vista que receberam, nesta quarta-feira (13/8), dicas de como adotar uma alimentação saudável. O trabalho, realizado por nutricionistas da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab) e alunos dos cursos de Nutrição da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP) e da Faculdade Paranaense (Fapar), é um projeto-piloto inicialmente desenvolvido em quatro armazéns da Prefeitura. Durante três meses, as equipes vão percorrer, duas vezes por semana, as unidades do Boa Vista, Fazendinha, Santa Felicidade e Vila Sandra.

“Quanto mais colorida a alimentação, mais rica ela será em vitaminas, minerais e outros nutrientes, que são importantes para o bom funcionamento do organismo”, salientou Tayana Fernandes Cecon, nutricionistas da Smab que participa do projeto e coordenou o primeiro dia de trabalho no Armazém do Boa Vista. Segundo ela, uma forma de incorporar alimentos saudáveis é tentar colocar, a cada dia, um ingrediente diferente no prato para se habituar ao novo sabor. 

Mania nacional, a dobradinha arroz e feijão também foi reforçada no contato da equipe com os clientes da unidade do Boa Vista. “A combinação destes dois alimentos é perfeita, pois fornecem diversos nutrientes, como aminoácidos, moléculas que fazem a manutenção de músculos, pele, tendões, glândulas e ligamentos. Além disso, o arroz e o feijão são ricos em vitaminas do complexo B, cálcio e ferro”, salienta a nutricionista da Smab.

A equipe também reiterou, durante o primeiro dia do projeto-piloto, a importância do consumo de frutas, que não são vendidas nos armazéns, mas podem ser adquiridas nos Sacolões da Família, bem como nas feiras, varejão e mercados da Prefeitura.

Vilões

A enfermeira Maria Cristina Beira, 45 anos, garantiu que irá seguir a partir de agora a recomendação das nutricionistas e estudantes: usar pouco sal, açúcar ou gordura ao cozinhar. “No ano passado, meu médico me disse que tenho hipertensão e, por isso, ele pediu para eu diminuir a quantidade de sal e também de comida gordurosa. Estou fazendo, mas não é fácil”, salienta ela.

A nutricionista da Smab confirmou para Maria Cristina que o consumo excessivo de sal (sódio) pode causar pressão alta, o que aumenta o risco de infarto e insuficiência renal. “No entanto, o consumo correto de sal é importante porque as pessoas precisam de sódio no organismo, pois essa substância controla a pressão sanguínea e é responsável pela transmissão de impulsos nervosos”, observou Tayana. De acordo com ela, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda um consumo de quatro gramas por dia - muito abaixo das 12 gramas usadas diariamente pela população brasileira.

Do mesmo jeito que o excesso de sal, o alto consumo de gordura também pode levar ao infarto. A dica da especialista é que as pessoas consumam, no máximo, 60 gramas por dia de gordura, evitando as chamadas “ruins” (saturadas e trans), presentes em batatas fritas, refeições congeladas, macarrões instantâneos, margarinas e biscoitos recheados; e priorizando as “boas” (monoinsaturadas), encontradas em alimentos como abacate, amêndoas, nozes, pistache, peixes, azeitonas e sementes (girassol, linhaça e chia).

Outro vilão da alimentação saudável é o alto consumo de açúcar. O excesso de açúcar na preparação de bebidas, bolos e doces aumenta muito o valor calórico da dieta, o que pode levar a obesidade e ao surgimento do diabetes tipo 2, doença crônica subestimada pelos “formigas”. Estima-se que, por dia, a quantidade máxima de açúcar que pode ser consumida é 50 gramas em uma dieta de 2 mil calorias contra as 172 gramas por dia usadas hoje pelos brasileiros.

Tayana recomendou que as pessoas façam substituições, trocando o açúcar por polpa de frutas, frutas naturais ou secas e outros alimentos que fornecem glicose (açúcar), fundamental para o correto funcionamento do cérebro. “Além disso, existem alguns alimentos, como feijão e arroz, que contêm os chamados carboidratos complexos, que também ajudam a suprir o organismo com glicose”, acrescentou ela.

No fim de todas as orientações, nutricionistas e estudantes pediram para que as pessoas reduzam o consumo de alimentos industrializados, que têm grande quantidade de açúcar, sal ou gordura.

 

Cor define o tipo de vitamina, mineral ou outro nutriente do alimento

Alimentos vermelhos - Ricos em licopeno, são antioxidantes, atuam na circulação sanguínea, ajudam na prevenção de câncer de próstata. Ex: tomate, morango e goiaba.

Alimentos brancos – São ricos em cálcio e potássio, minerais importantes para o funcionamento do organismo, formação e manutenção de ossos e dentes. São anti-inflamatórios e antifúngicos. Ex: banana, leite, couve flor, alho e cebola.

Alimentos alaranjados - São ricos em beta caroteno, precursor da vitamina A, ricos em vitaminas do complexo B, antioxidantes e colaboram na prevenção de diversos tipos de câncer. Ex: laranja, abóbora, cenoura e damasco.

Alimentos verdes escuros – Possuem vitaminas do complexo B, atuam na prevenção de câncer, principalmente de intestino, são antioxidantes e combatem os radicais livres.  Ex: vegetais folhosos, pimentão, salsão.

Alimentos marrons e bege - As fibras e vitaminas do complexo B e E são, principalmente, encontradas nesses alimentos. Tais substâncias e nutrientes têm importâncias vitais no organismo. Ex: nozes, aveia, castanhas, arroz, feijão e cereais integrais.

Alimentos arroxeados - Contêm anticioninas e flavonóides, essenciais na renovação celular, mediações químicas do organismo. Ex: uvas, repolho roxo e beterraba.

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484