Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Sustentabilidade

Curitiba testa primeiro ônibus híbrido elétrico de segunda geração da América Latina

29/06/2016 10:46:00
Rádio Prefeitura
Radio Prefeitura
Prefeito Gustavo Fruet fala sobre o funcionamento do novo ônibus

A partir do dia 18 de julho, a linha Juvevê/Água Verde passará a contar com o primeiro ônibus híbrido elétrico com tecnologia plug in a entrar em operação na América Latina. O novo ônibus, fabricado pela Volvo e apresentado pelo prefeito Gustavo Fruet nesta quarta-feira (29), reduz em até 75% o consumo de diesel e a emissão de poluentes e consome 60% menos energia que um similar movido a diesel, proporcionado um expressivo ganho ambiental.
 
O veículo será testado durante seis meses, sem qualquer custo para a cidade. “É mais um passo que Curitiba dá na direção da sustentabilidade. Estamos preparando a cidade para o futuro, incorporando novas tecnologias, implantando soluções capazes de reduzir a emissão de poluentes e o número de acidentes de trânsito”, disse o prefeito, que agradeceu a parceria da Volvo, do governo sueco e das universidades locais no projeto de eletromobilidade em Curitiba, e da Siemens e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) no projeto do HibriPlug.

Fruet lembrou que a preocupação da cidade com a sustentabilidade é visível também em projetos como as Vias Calmas, a Área Calma da região central, as faixas exclusivas para ônibus e a licitação para o novo modelo de coleta, destinação e tratamento de resíduos sólidos.

O presidente da Volvo Bus Latin America, Luis Caros Pimenta, destacou a parceria da companhia com Curitiba no desenvolvimento de projetos inovadores. “Costumo dizer que somos mais curitibanos que suecos. Mantemos com Curitiba, cidade sede do Grupo Volvo continente, uma longa história para a demonstração e desenvolvimento de tecnologias e soluções de transporte que ofereçam mais qualidade aos sistemas de transporte e atendam às demandas e compromissos globais de redução de emissões”, afirmou.
 
O HibriPlug é a segunda geração de ônibus de baixa ou zero emissões de poluentes desenvolvidos pela Volvo. Já operam em Curitiba dois modelos da primeira geração – o híbrido padron e o híbrido articulado, que está sendo testado desde abril. Como seus antecessores, o HibriPlug também funciona com dois motores, um elétrico e outro a combustível – podendo operar em modo 100% elétrico em áreas definidas (período em que não emite poluentes e é totalmente silencioso), e em modo híbrido em qualquer parte do percurso.
 
Ao contrário dos outros modelos, no entanto, o novo ônibus precisa ser carregado numa estação fixa que, neste caso, foi instalada na pracinha que fica na confluência da Rua dos Funcionários com a Menezes Dória, no bairro Juvevê, ponto final da Linha Juvevê-Água Verde. A estação foi desenvolvida pela Siemens.
 
O tempo total de recarga é de apenas seis minutos e a bateria tem autonomia de oito a dez quilômetros. Quando a autonomia do veículo no modo 100% acaba, ele entra no modo híbrido, em que o motor a diesel e o elétrico trabalham de forma paralela.
 
Além de receber as recargas rápidas nas estações, a bateria do ônibus também é carregada com a energia regenerada pelas frenagens do veículo, assim como acontece como os modelos Hibribus e Hibriplus, já em circulação em Curitiba.
 
O custo da energia será bancado pela empresa Auto Viação Redentor Ltda, parceira do projeto, e compensado com a redução do consumo de combustível (diesel).

“Ao investir na eletromobilidade, estamos cruzando uma nova fronteira no transporte público em Curitiba – um esforço que se soma a outros avanços recentes, como a redução no tempo de deslocamento com as faixas exclusivas e a abertura dos dados do sistema”, disse Roberto Gregório da Silva Junior,  presidente da Urbs, empresa que gerencia o sistema de transporte da capital.

Testes
 
A linha escolhida, que transporta 2,2 mil passageiros por dia, tem um trajeto de 11,2 quilômetros. Como a autonomia da bateria é de até 10 quilômetros, parte do trajeto será feita com o motor a combustível.
 
A idéia é avaliar o desempenho nas duas modalidades. A linha foi escolhida por passar pela região central, onde normalmente há maior índice de emissões de resíduos, já que os ônibus param e arrancam mais vezes. Assim, nessa área o ônibus se deslocará com o motor elétrico em funcionamento.
 
Na mesma linha Juvevê/Água Verde – portanto nas mesmas condições de operação – vão circular um modelo Hibribus (elétrico + combustível) e um ônibus a diesel padron. O objetivo é avaliar e comparar a performance de cada um dos modelos em consumo de combustível, a redução de emissões, a eficiência energética e o custo operacional. Esse monitoramento será feito on-line, por meio de um sistema fornecido pela Ericsson e que será instalado no Centro de Controle Operacional (CCO), na Urbs.

Silencioso e moderno, o novo ônibus promete se destacar na frota da cidade. Plotado a partir da criação artística da designer Soraya Ribeiro Ribosvski, o HibriPlug é um ônibus padron com capacidade para 90 passageiros, conforto interno, acessibilidade e wi fi.
 
Diferenças

Também desenvolvidos pela Volvo, os ônibus híbridos em circulação em Curitiba – incluindo o articulado lançado em abril –  não precisam ser ligados a uma tomada para receber carga elétrica. A bateria deles é alimentada na frenagem. A cada vez que os freios são acionados a energia de desaceleração é utilizada para carregar as baterias.
 
A outra diferença é a autonomia de deslocamento do motor elétrico. Enquanto o HibriPlug pode rodar até dez quilômetros com uma carga elétrica, o Hibribus  funciona com o motor elétrico acionado do arranque até a velocidade de 20km/h. A partir daí, justamente quando há menor esforço sobre o motor e portanto menos emissão de poluentes, é que entra em operação o motor a combustível.
 
Quando o ônibus está parado – seja no ponto ou no semáforo – o motor a diesel é desligado automaticamente (bateria acima de 40%) e, no arranque, entra em funcionamento o motor elétrico. No caso do HibriPlug, o veículo funciona no modo 100% elétrico em qualquer velocidade ou situação, desde que esteja carregado.

Outro benefício do Hibriplug é a sua versatilidade na operação: pode-se programar o módulo elétrico para que entre em operação em frente a escolas, hospitais e área central, reduzindo assim os ruídos e emissões.  Na área calma, o Hibriplug automaticamente receberá um comando que não permita que a velocidade ultrapasse os 40 km/h.

Tecnologia e mobilidade sustentável

Curitiba tem sido reconhecida no Brasil e no exterior por sua política de mobilidade urbana sustentável, que busca integrar todos os modais, inclusive deslocamentos a pé.

Projetados há mais de 40 anos para a convivência do ônibus e do automóvel , os eixos de transporte ganharam um novo conceito com a implantação das Vias Calmas, que abriram espaço para a bicicleta lado a lado com o ônibus e o carro. Já implantada nas avenidas Sete de Setembro e Paraná/João Gualberto, as Vias Calmas reservam uma faixa para deslocamento seguro do ciclista e serão levadas aos outros quatro eixos de transporte.

Outro projeto que, embora simples, tem resultados excelentes, foi a implantação de faixas exclusivas para o ônibus em trechos de trânsito mais congestionado da região central. As faixas permitiram um ganho de 45% no tempo de deslocamento no trecho, beneficiando diretamente quase 200 mil passageiros por dia.
 
A faixa exclusiva foi pintada na cor verde, simbolizando a sustentabilidade social e econômica, na medida em que prioriza o atendimento a quem utiliza o ônibus, e ambiental uma vez que, fora do congestionamento, o ônibus emite menos poluentes.
 
Híbrido articulado

Em abril a Urbs iniciou os testes com o HibriPlus, o primeiro ônibus híbrido elétrico articulado em operação na América Latina. Integrado à frota da linha Interbairros II, o ônibus é resultado de parceria voltada ao desenvolvimento de novas tecnologias em mobilidade urbana, firmada pela Prefeitura de Curitiba com a Real Academia de Tecnologia da Suécia, empresas privadas e instituições de ensino e pesquisa de Curitiba e da Suécia.
 
O ônibus tem capacidade para 154 passageiros, ar condicionado, wi-fi, acessibilidade e piso baixo (sem degraus) facilitando o acesso de usuários com deficiência, idosos e cadeirantes, além de design interno que prioriza o conforto do passageiro.  A operação é monitorada em tempo real no Centro de Controle Operacional (CCO) da Urbs e pelo sistema de gerenciamento de frotas da Volvo.

Presenças

Também acompanharam o lançamento do HibriPlug a vice-prefeita Mirian Gonçalves;  o novo novo presidente da Volvo Bus Latin America, Fabiano Todeschini, que assume na próxima sexta-feira; o diretor de Mobilidade da Siemens no Brasil, Andreas Facco Bonetti; o secretário do Governo Municipal, Ricardo Mac Donald Ghisi; o presidente do Ippuc, Sérgio Pires; o diretor do Campus Curitiba da UTFPR, Cezar Augusto Romano; a líder do projeto Suécia-Curitiba sobre Cidades Inteligentes da UTFPR, professora Keiko Fonseca; a representante do KTH-Suécia, professora Semida Silveira; o presidente do Setransp, Mauricio Gulin; o presidente do Sindimoc, Dino Cesar Morais de Mattos; e representantes de empresas operadoras do transporte coletivo.

 

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484