Registrar
Acesso à Informação
Pesquisar
Sáb, 26/07/14
Tempo Hoje
maxima minima
21º
10º
Prefeitura Municipal de Curitiba

Moradias adaptadas

Curitiba já cumpre novas regras do Minha Casa Minha Vida

28/12/2011 09:57:00
  • Compartilhe

Mais uma vez Curitiba saiu na frente do resto do país. As novas regras para o Minha Casa Minha Vida, anunciadas pelo governo federal nesta terça-feira (27), relativas a moradias para idosos e pessoas com deficiência, são adotadas em Curitiba desde 2009, quando o programa foi lançado.

A portaria 610, do Ministério das Cidades, estabelece a reserva de 3% das unidades habitacionais para atendimento a idosos e o mesmo percentual de moradias para pessoas com deficiência, o que já é feito pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab).

“Por se tratar de parcelas da população que carecem de um atendimento especial do poder público, em nossa cidade as cotas para pessoas idosas e com deficiência já são garantidas. O Minha Casa Minha Vida em Curitiba é referência para o Brasil e mais uma vez isto foi comprovado”, afirma o secretário municipal de Habitação, Osmar Bertoldi.

Desde o início do programa, já foram entregues 1.048 unidades habitacionais em Curitiba, das quais 32 moradias (3%) para idosos e 32 (3%) para pessoas com deficiência. O programa habitacional do município vai além e garante ainda a reserva da mesma porcentagem para famílias em situação de vulnerabilidade social. Outras 6.317 unidades estão em obras, com a garantia de que pelo menos 189 delas serão reservadas para cada categoria contemplada com o sistema de cotas.

As unidades entregues às pessoas com deficiência são totalmente adaptadas, com portas mais largas, acessórios instalados em altura mais baixa e barras de apoio nos banheiros. Idosos e pessoas com deficiência recebem unidades térreas para evitar que precisem subir e descer escadas.

“Ao sair na frente no cumprimento destes novos critérios, a Prefeitura de Curitiba mostra todo o respeito que tem pelos idosos e pessoas com deficiência, que são atendidos com condições especiais, para que vivam da melhor maneira possível em seus lares”, diz o presidente da Cohab, Ibson Campos.

Reassentamentos

Além do atendimento à fila de inscritos no cadastro da Cohab, por meio do programa Minha Casa Minha Vida, a Prefeitura de Curitiba está realizando um amplo programa de urbanização de favelas e reassentamento de famílias que vivem em situação de risco.

Desde 2009 já foram reassentadas 3.796 famílias, dentro de um projeto global de intervenção nas áreas irregulares, que abrange 43 vilas e beneficia cerca de 13 mil famílias. Deste total, 7,8 mil serão atendidas com reassentamento.

Neste caso é feita a identificação dos idosos e pessoas com deficiência durante o processo de cadastramento das famílias, garantindo o atendimento a estes segmentos de acordo com a necessidade detectada. Pessoas com deficiência recebem casas com rampas de acesso e outras adaptações e os idosos, casas térreas, também para evitar que enfrentem escadas.

“Tanto nos projetos de reassentamento como no atendimento à fila de inscritos, a Cohab prioriza os idosos e pessoas com deficiência. São parcelas da população que enfrentam muitas dificuldades impostas pela sociedade. Fico feliz em saber que daqui em diante outras cidades terão que seguir o exemplo de Curitiba e também vão garantir prioridade a eles”, afirma Ibson Campos.
 

  • Compartilhe