Registrar
Acesso à informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Mobilidade

Começam as adequações para o funcionamento do Ligeirão Norte-Sul

26/02/2018 12:19:00
A Prefeitura deu início, nesta segunda-feira (26/2), às adequações no entorno da Praça do Japão para o funcionamento da primeira etapa da linha Ligeirão Norte-Sul. Os ônibus farão a ligação do Terminal Santa Cândida à Estação Bento Viana, na região do Batel/Água Verde, transportando 36 mil passageiros por dia com ganho de até 20 minutos no percurso de 11 quilômetros.

“A Praça do Japão segue preservada. A previsão, se não chover, é que as obras de pavimentação e sinalização no sistema viário do entorno da praça estejam prontas até o fim desta semana”, diz o coordenador do projeto no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Mauro Magnabosco.

O Ligeirão Norte-Sul vai beneficiar um grande contingente de usuários do transporte com ganho de tempo. Hoje, o passageiro da linha Expresso, que faz o mesmo trajeto, leva 43 minutos para se deslocar do Santa Cândida à Praça do Japão, passando por 20 estações. Com o Ligeirão, vai parar apenas oito vezes e fazer o percurso até 20 minutos mais rápido.

Adequações

Para retornar com destino ao Terminal Santa Cândida, o novo Ligeirão contornará a Praça do Japão vazio e com velocidade reduzida, pelo sistema viário existente do entorno. Para isso, estão sendo executadas correções geométricas no entorno da praça e feitos acessos.

A Estação Bento Viana será o ponto final para o desembarque e embarque dos passageiros do Ligeirão Norte-Sul. Dimensionada para atender à demanda, ela tem 20 módulos e 53,9 m², enquanto uma estação convencional tem 18,9 m².

A Praça do Japão também ganhará o Largo Tomie Ohtake, onde será instalada uma escultura em homenagem à artista nipo-brasileira que é considerada a “dama das artes plásticas”. Toda a estrutura será incorporada ao conjunto da praça a partir do funcionamento da segunda etapa da linha Norte-Sul.

O projeto do contorno, pelo sistema viário existente, foi apresentado no plenário da Câmara de Vereadores e os detalhes do projeto enviados ao Ministério Público, atendendo a um pedido de informações. O projeto também foi objeto de reunião técnica das comissões de Direito à Cidade e de Direito Ambiental da OAB.

Há quatro anos
As obras do desalinhamento das estações-tubo da primeira etapa do Ligeirão Norte-Sul estão prontas desde 2014. “A população espera há quatro anos o retorno do investimento público de R$ 16 milhões feitos desde o Santa Cândida até a Praça do Japão. É obrigação da Prefeitura fazer com que alinha funcione”, afirma Magnabosco.

Os recursos para a obra já estavam previstos na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2012, que contou com audiências públicas e foi aprovada pela Câmara Municipal. Em 2012, técnicos da Urbs também participaram, a pedido da comunidade local, de audiências públicas na Escola Santa Teresinha do Menino Jesus para apresentar o projeto da primeira etapa do Ligeirão Norte-Sul.

A Prefeitura já aprovou R$ 15 milhões junto à Caixa Econômica Federal para os projetos da Linha Direta Norte-Sul que permitirão a ultrapassagem do Ligeirão em cinco estações-tubo na ligação até o terminal do Portão.

Os projetos já aprovados são para as estações Silva Jardim, Dom Pedro I, Morretes, Carlos Dietzsch (Igreja do Portão) e Itajubá. A liberação dos recursos cabe ao governo federal. A partir disso, será possível licitar a obra e dar início à segunda etapa.

Com o funcionamento da segunda etapa da linha, os ônibus seguirão ao terminal do Portão sem fazer o retorno na Praça do Japão e o trecho aberto da estrutura da via para o funcionamento da primeira etapa da linha será incorporado à Praça.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484