Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Contrato

Com Agência Francesa, Greca encaminha finalização da Linha Verde

25/01/2017 18:33:00

Nesta quarta-feira (25), o prefeito Rafael Greca assinou contrato de 5 milhões de euros (R$ 17 milhões) com representantes da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). Os recursos correspondem à última etapa de obras do trecho da Linha Verde com financiamento francês e abrem a porta para novos investimentos externos em projetos de Curitiba.

“Nossa prioridade é terminar a Linha Verde e os projetos ambientais ao longo do Rio Barigui contratados com a AFD. Ao mesmo tempo já abrimos uma nova agenda de investimentos nas áreas do transporte e inovação”, afirmou Greca.

O interesse na abertura de novas linhas de crédito para Curitiba foi confirmado pelo diretor-adjunto da Agência Francesa de Desenvolvimento no Brasil, David Willecomme que manifestou interesse especial nos projetos do Vale do Pinhão e de integração pelo transporte e meio ambiente.

A nova parceria pode ser nas áreas da inovação, desenvolvimento urbano sustentável, mobilidade e meio ambiente, projetos de alto impacto social e ambiental, segundo Willecomme.

“Queremos ampliar a parceria entre França e Brasil atraindo parceiros institucionais franceses, que podem ser do setor público e privado. Também aprender com Curitiba, uma vitrine mundial no planejamento urbano. É um caminho muito interessante de troca entre as cidades francesas e Curitiba”, disse Willecomme.

O fortalecimento da aproximação institucional entre Curitiba e investidores externos é uma tarefa assumida pela assessoria de Relações Internacionais do Município, conduzida por Rodolpho Zannin Feijó. “Nossa relação será proativa com vistas a impulsionar o potencial de Curitiba em todas as áreas”, observou Feijó.

Oportunidades

O planejamento de Curitiba alinhado ao plano de governo proposto pelo prefeito Rafael Greca abrem a porta para a  consolidação de uma nova estrutura na cidade, com transporte integrado, preservação ambiental e ocupação com a promoção de polos de desenvolvimento.

A nova área de desenvolvimento abrange o traçado das vias conectoras que cortam diametralmente Curitiba - cruzando as estruturais Norte-Sul, Linha Verde e Boqueirão, já existentes. A nova área forma o desenho de uma espinha com inserção metropolitana dando à cidade-polo a capacidade de se desenvolver de forma sustentável dentro dos moldes da base do planejamento curitibano, que prevê a integração do tripé Uso do Solo, Sistema Viário e Sistema de Transporte ao que está proposto no Plano Diretor.

“Curitiba está estruturada para crescer de forma ordenada e sustentável. Os caminhos estão traçados no mapa da cidade e este recurso representará o primeiro passo para a integração das conectoras ainda não consolidadas ao restante da malha urbana. Vamos integrar, mais uma vez, as funções e serviços por meio do transporte público e com a preservação do entorno de nossos rios”, explica o presidente do Ippuc, Reginaldo Reinert.

Componente ambiental

Um dos fatores que motivam a AFD a ampliar os investimentos na capital paranaense é o fato de os projetos terem grande inserção social e um forte vetor de preservação do meio ambiente. Ao longo do novo traçado de desenvolvimento, no sentido Leste-Oeste do mapa da cidade, haverá proteção dos eixos formados pelos principais rios, com o incentivo à ocupação sustentável e a implantação de um sistema de macrodrenagem nas estruturais como suporte ao saneamento ambiental.

Transporte eficiente

O projeto de desenvolvimento pelo caminho das conectoras prevê a evolução do conceito da rede de transporte público visando a conformação de uma malha mais eficiente, com mais opções de conexão.

As ocupações serão ordenadas de forma a reduzir distâncias ao transporte de massa e a potencializar o comércio e serviços locais. Com a redução da necessidade de deslocamentos e maior utilização de meios multimodais de transporte menos impactantes ao meio ambiente, como os ônibus e bicicletas, a população passa a usufruir mais do espaço em que está inserida.

Pioneirismo

Curitiba representa a primeira experiência da Agência Francesa de Desenvolvimento em investimentos para a execução de projetos em escala urbana.

A parceria entre a AFD e a capital paranaense, que completa dez anos em 2017, teve início na implantação da Linha Verde, o sexto corredor de transporte por ônibus biarticulados movidos a biocombustível, e nas obras de recuperação das margens e dos espaços naturais ao longo do Rio Barigui e ordenamento dos parques visando a preservação da flora local.

O empréstimo concedido pela AFD a Curitiba, de 36,1 milhões de euros, foi aprovado em dezembro de 2007 e visa a melhoria da qualidade do transporte público, a redução da emissão de gases do efeito estufa, a proteção da biodiversidade urbana e o crescimento da qualidade de vida dos curitibanos.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484