Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Plano Diretor

Bairro Novo é regional que mais permite novos programas habitacionais

30/05/2014 11:01:00

A Administração Regional do Bairro Novo é uma das regiões da cidade mais contempladas com projetos de habitação de interesse social e mesmo assim ainda há demanda crescente para moradia nessa região. Esse foi um dos principais temas na noite desta quinta-feira (29), durante a audiência pública realizada na Escola Municipal Dona Rejane, quando a Prefeitura de Curitiba apresentou as etapas da revisão do Plano Diretor de Curitiba.

Moradores e equipes da Prefeitura discutiram de que forma a revisão do Plano pode ajudar na construção de novas moradias na região, com investimentos públicos.

O administrador Regional do Bairro Novo, Pedro Pelanda, explicou que a regional, formada pelos bairros do Sítio Cercado, Umbará e Ganchinho, foi a que mais tem recebido empreendimentos imobiliários de projetos públicos. “Nos últimos 15 meses, foram entregues 2.796 unidades. A população quer acesso à moradia e uma das mais fortes reivindicações é a mudança de zoneamento na região do Umbará”, disse ele. Pelanda comenta que hoje a permissão é de lotes com no mínimo 2 mil metros quadrados de área, o que inviabiliza loteamentos e construção de unidades habitacionais de baixa renda.

O Umbará é a região de Curitiba com mais áreas disponíveis para a construção de novas unidades habitacionais.

Edna Maria dos Santos, presidente do Clube de Mães e Amigos do Xapinhal, espera da revisão do Plano Diretor uma oportunidade para a aquisição da casa própria para famílias das mais diversas faixas de renda. “Nossa luta é a regularização fundiária dos núcleos Moradias Xapinhal e o Cinco de Agosto. São mais de cinco mil famílias que aguardam a escritura definitiva”, afirmou.

Para Pedrina Maria dos Santos, presidente da Associação de Artesanato e Ação Social Tecendo com Estilo, do Xapinhal, a tendência é iniciar a verticalização da região, se não houver uma mudança imediata no zoneamento. “Só assim poderão ser construídas mais moradias baratas em áreas carentes”, disse.

Um dos desafios do Plano Diretor é consolidar as áreas residenciais. Estudos preliminares do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) dão conta que a produção imobiliária apresentou um crescimento significativo desde o último Plano Diretor de 2004, devido à expansão do crédito. Com isso, os recursos para produção e para o consumo da habitação foram ampliados de forma acentuada.

O presidente da Associação de Moradores do Jardim Campo Cerrado disse que espera que o setor de moradias populares realmente contemple as famílias de baixa renda. “Muita coisa foi construída, mas abrigou gente de fora. A comunidade ainda espera ser lembrada”, disse ele.

Participou da audiência do Plano Diretor no Bairro Novo o vereador e líder do prefeito Gustavo Fruet na Câmara Municipal, Pedro Paulo.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484