Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Plano Diretor

Audiência no Portão encerra segunda rodada de discussões

22/11/2014 11:31:00

A nona e última audiência pública realizada na noite desta sexta-feira (21) na regional Portão encerrou a segunda etapa de debates sobre a revisão do Plano Diretor. Cerca de 150 pessoas participaram do evento e puderam usar a palavra para apresentar ideias e reivindicações.

Na abertura,o presidente do Ippuc, Sérgio Pires, detalhou ao público presente o formato adotado para a revisão do Plano Diretor. Em seguida, técnicos do Ippuc explicaram como vem sendo realizado o processo de participação popular na revisão do Plano Diretor – incluindo o projeto Urbanista Mirim, comandado por crianças das escolas públicas municipais.

Na sequência foi apresentado um resumo das contribuições populares e técnicas para a revisão do Plano Diretor e, por último, foi explicada a dinâmica da Conferência de revisão do Plano Diretor que será realizada nos dias 6 e 7 de fevereiro de 2015.

Os temas que mais se destacaram com sugestões dos participantes - representados por lideranças comunitárias e moradores dos bairros que abrangem a regional Portão - foram: mobilidade, regularização fundiária, CMEIs, escola especial, pavimentação, coleta de lixo reciclável e soluções para drenagem.

O advogado Arivaldir Gaspar, morador no bairro Capão Raso, levantou a questão de um binário como solução para o trânsito na região. “Primeiramente acho de fundamental importância essa oportunidade de revisão do Plano Diretor. Acho que esse é o caminho para o futuro da cidade”, disse Gaspar, que foi atendido pelo presidente do Ippuc que disse que irá solicitar aos técnicos da instituição que avaliem a sugestão que pede um binário na Rua Pedro Zagonel com a Rua Bernardo Jacinto da Veiga.

Outro tema que ganhou espaço e recebeu diversas sugestões foi a regularização fundiária. Um trabalho importante já foi feito na região que no passado teve várias ocupações no entorno da bacia do Rio Barigui. Hoje essas famílias moram em conjuntos habitacionais da Cohab. “Este é um lado da cidade com características diversas de ocupações irregulares. Avançamos muito já e acredito que teremos sucesso em manter esta discussão e juntos promovermos com a Prefeitura a melhor solução para todos”, respondeu aos questionamento o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

A reunião teve uma compreensão dos participantes quanto à relevância de se discutir o planejamento da cidade para o futuro. O presidente do Ippuc, Sérgio Póvoa Pires, reiterou o compromisso da gestão do prefeito Gustavo Fruet, que pediu que três eixos norteadores fossem construídos ao longo da revisão do plano diretor. “Somos privilegiados em estarmos aqui correspondendo com ideias para o futuro de Curitiba que na linha da gestão, almeja uma cidade mais humanizada, mais inovadora e mais participativa”, frisou Pires.

Jaime Oliveira, morador da Vila Leão, contou que o Câmbio Verde precisa ser ampliado no seu bairro e em toda cidade. “Vejo muitas pessoas descartando lixo de forma errada. É preciso ampliar o Câmbio Verde e ainda criar novas alternativas para que o destino do lixo seja de forma consciente”, sugeriu.

O superintendente de obras e serviços da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Alfredo Trindade, apontou considerações para o tema. “O projeto Câmbio Verde permanecerá e na medida do possível será ampliado sim. Mas, uma das soluções para o futuro serão estações de sustentabilidade, assim como a que será inaugurada no final do mês na região do Boa Vista e que será um incentivo para que as pessoas contribuam e levem seus resíduos para um local específico”, disse Trindade.

Outra questão apresentada foi a de novas creches nos bairros Fanny e Capão Raso. A chefe de núcleo da regional informou que três novas creches irão ofertar 550 novas vagas nos bairros Portão e Novo Mundo. Com obra avançada em 60% da sua totalização, o CMEI Portão, localizado na Rua Daisy Luci Berno , abrirá 200 novas vagas na região. Outros dois projetos apresentados pela gestão que já foram aprovados e com ordens de serviço liberadas para início das obras no primeiro semestre de 2015, são os CMEI’s Jardim Ludovica situado na Rua Algacyr Manoel Voluz s/nº que irá ofertar 150 vagas e CMEI Novo Mundo, 200 vagas, que será construído na Rua Afife Mansur . Os investimentos são de mais de R$ 6 milhões.

A presidente da Associação de Moradores do bairro Santa Quitéria, Cynthia Werpachowski, elogiou a dinâmica e organização da reunião, fez sugestões e agradeceu o empenho da gestão em algumas ações significativas. “Estão todos de parabéns por este modelo participativo e amplo da comunidade com o poder público. Aproveito para estender os cumprimentos ao prefeito pela coragem de enviar à Câmara de Vereadores o projeto de lei que altera a estrutura e o funcionamento dos conselhos tutelares do município”, disse a líder comunitária.

O evento foi coordenado pelo presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Sérgio Póvoa Pires, e contou com a presença do administrador da Regional Portão/Fazendinha, Marco Mello e do presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Ao final o presidente do Ippuc, Sérgio Póvoa Pires, agradeceu a participação de todos e concluiu destacando o grande legado que ficará para a cidade com o resultado das 19 reuniões sobre a revisão do plano diretor da cidade. “Fica uma sensação de que estamos no caminho certo. E como o prefeito Gustavo Fruet tem dito que a população tem que mostrar seus próprios rumos, estamos aqui absorvendo tudo pois somos meros instrumentos para auxiliar que tudo seja bem planejado. O mais improtante é que estamos plantando uma semente da esperança. E discutimos a nossa própria vida na cidade que cada vez tem que ser melhor para todos nós e para a população curitibana que escolheu a cidade para trabalhar e para morar”, finalizou Pires.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484