Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Planejamento urbano

Alunos e professores da UTFPR discutem Plano Diretor

22/08/2014 17:24:00

Alunos e professores da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) discutiram na tarde desta sexta-feira (22) propostas para a revisão do Plano Diretor de Curitiba. Esta foi a segunda de uma série de oficinas que está levando o debate às instituições de ensino superior em busca de contribuições para a revisão do plano.

A primeira oficina em universidades foi realizada nesta semana na Universidade Positivo. Na UTFPR participaram estudantes e professores dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Planejamento Urbano, Química e Governança.

A atividade foi realizada pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), com apoio de organizações não governamentais (ONG) relacionadas ao tema. O evento contou ainda com o apoio metodológico da organização Sociedade Global. Oficinas semelhantes ainda ocorrerão na Pontifícia Universidade Católica (PUC-PR), no próximo dia 28, e na Universidade Federal do Paraná (UFPR), no próximo dia 01 de setembro.

O profissional de relações públicas da ONG Atuação, Jamil Assis, que também participou da primeira oficina na Universidade Positivo, falou sobre a importância da participação das universidades no debate de revisão do plano. “A universidade não deve estar apenas disponível à sociedade, tem que participar dos processos de discussão e este é um dos melhores ambientes”, afirmou Assis. Ele diz que a universidade, por concentrar jovens, está em constante construção de coisas novas. “Há inovação entre os jovens e os professores estimulam a expressão dessas inovações. A sociedade espera que a universidade esteja sempre construindo coisas novas e a participação no debate atrai essas esferas que normalmente não estariam participando”, concluiu.

Universidade

Reunidos em grupos de discussão, os estudantes e professores debateram sobre quatro eixos temáticos: socioeconômico, meio ambiente, mobilidade e transporte e estruturação urbana e habitação. A partir desses eixos, os temas abordados foram os mais diversos como a questão da necessidade do incentivo ao uso transporte coletivo e sua expansão, o adensamento populacional da cidade e a solicitação de algumas regiões para a alteração de zoneamento.

Temas que já são recorrentes entre os universitários do curso de Arquitetura e Urbanismo da UTFPR. O professor de Planejamento Urbano do curso, Paulo Rolando de Lima, explicou que a revisão do plano já vem sendo discutido em sua disciplina, com trabalhos práticos realizados na cidade e na região metropolitana de Curitiba. “A ideia da nossa universidade é criar um vínculo muito próximo com a realidade curitibana e brasileira”, disse.

Ele acredita que estudantes e professores podem contribuir com o conhecimento desenvolvido e que está intimamente relacionado ao plano. “A construção sustentável é apenas um dos tópicos que vem sendo estudado nos cursos de graduação de arquitetura, na engenharia, na pós, no mestrado e em especializações”, acrescentou o professor. Lima também lembrou que estão sendo realizados diversos estudos sobre variações climáticas em Curitiba e os impactos ambientais com a urbanização. “É um conhecimento que pode servir para subsidiar as discussões do Plano Diretor”, concluiu.

A estudante do curso de Arquitetura e Urbanismo Amanda Krauze também considerou importante a iniciativa do Ippuc de levar a discussão para dentro da universidade. “A gente estuda sobre isso e não tem a possibilidade de colocar em prática. Neste ano, há essa exceção por causa da revisão do plano”, diz a estudante. Um dos pontos que Amanda tem particular preocupação é em relação à mobilidade urbana. Ela pondera que, apesar de Curitiba ter um dos melhores sistemas de transporte público, esse exige mudanças, inclusive de comportamento. “É preciso investir em transporte coletivo público, incentivar outros meios de transporte como a bicicleta, mas também é preciso trabalhar com os hábitos e os conceitos da população. Há muito preconceito da população de se utilizar o transporte público e é preciso desestimular o uso do carro com a adoção de outros meios”, defendeu Amanda.    

O processo atual de revisão do Plano Diretor de Curitiba começou no mês de abril com uma audiência inaugural, na qual foi apresentado um modelo de procedimento a ser seguido e  as regras e critérios para as sugestões apresentadas. Foram realizadas nove audiências públicas nas administrações regionais, entre os dias 26 de maio e 9 de junho, com o objetivo de complementar o diagnóstico da cidade de Curitiba para a revisão do Plano Diretor. A última série de audiências públicas nas regionais acontecerá em novembro. As propostas coletadas na comunidade se somarão às retiradas e discutidas entre as universidades. Dessa série de audiências e oficinas sairá a redação final das propostas apresentadas pela comunidade.

A sugestão de projeto de lei de revisão do Plano será debatida pela população em conferência prevista para os dias 28 e 29 de novembro. Durante a conferência, também será definido o texto final do projeto de lei para revisão do Plano Diretor de Curitiba, que será encaminhado à Câmara Municipal. A Lei do Plano Diretor define a função social da cidade e da propriedade urbana, além de organizar o crescimento e o funcionamento do município. O plano deve apresentar uma visão de futuro para as próximas décadas, orientando o desenvolvimento do município.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484