Registrar
Lei de Acesso à Informação
Prefeitura Municipal de Curitiba

Artigo

Afrocuritibanos, há séculos fazendo história na capital de todas as gentes

13/06/2018 17:16:00 | Fonte: Por Adegmar José da Silva, o Candieiro*

Neste ano de 2018, em que se comemora 130 anos da Abolição da Escravatura, 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e 30 anos da Constituição de 1988, carinhosamente conhecida como “Constituição Cidadã”, a Prefeitura de Curitiba faz uma homenagem especial à população afrocuritibana. A homenagem faz parte de uma série de ações da Política Municipal de Promoção da Igualdade Racial para a valorização e visibilidade da população negra em Curitiba.

A ação está em consonância com as diretrizes do Decênio Internacional dos Afrodescendentes, proposto pela ONU para 2015-2024, cujas ações estão voltadas ao reconhecimento, justiça e desenvolvimento dos povos afrodescendentes.

A pedido do prefeito Rafael Greca, estamos trabalhando para desmistificar a ideia errônea de que Curitiba não possui população negra.

Segundo os dados do IBGE (2010), somos a capital mais negra do Sul do Brasil. Os dados do Pnad 2017 mostram que 399.369 pessoas se autodeclaram pretas e pardas em Curitiba, mais de 20% da população. São 195.689 homens e 203.679 mulheres que são reconhecidos e valorizados em seu pertencimento étnico pela municipalidade.

A população negra participou ativamente de todos os ciclos econômicos de desenvolvimento, não apenas como mão de obra escravizada como se dizia antigamente, mas com tecnologias e conhecimentos, com inteligência e resiliência.

Para a Assessoria de Políticas de Igualdade Racial é importante que a sociedade e os gestores públicos compreendam que o reconhecimento se dá em dois aspectos distintos. Por um lado, o reconhecimento da existência desta população e das suas importantes contribuições para o desenvolvimento da nossa sociedade desde a sua fundação e, por outro lado, o reconhecimento das demandas específicas desta população, dentre elas o enfrentamento ao racismo e às discriminações múltiplas e agravadas.

 As ações da Política de Igualdade Racial atendem à Lei 12.288/10, mais conhecida como Estatuto da Igualdade Racial, graças à qual a população afrodescendente passa a fazer parte dos indicadores e aparecer no planejamento das políticas públicas.

(Confira acima o vídeo-homenagem.)

*Adegmar José da Silva, o Candieiro, é assessor de Políticas de Igualdade Racial da Prefeitura de Curitiba,  ativista da causa negra há mais de 30 anos e autor de cinco livros, entre eles “Afrocuritibanos: crônicas, manifestos e pensamentos azeviche”.

Endereço
Av. Cândido de Abreu, 817 - Centro Cívico
CEP: 80.530-908 • Fone: (41) 3350-8484