Registrar
Acesso à Informação
Pesquisar
Sex, 25/07/14
Tempo Hoje
maxima minima
21º
10º
Prefeitura Municipal de Curitiba
Instituto Curitiba de

Informática

Equipe de Governo

 

Luís Mário Luchetta Presidente
Luís Mário Luchetta

 

É empreendedor nacional, especialista em governança corporativa e conselheiro de administração e fiscal certificado pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (www.ibgc.org.br).

Filho de Luiz Luchetta e Carolina Mussoi Luchetta, nasceu em Marcelino Ramos (RS), há 52 anos, e vive no Paraná desde 1980. É casado, há 32 anos, com a médica paranaense Regina Luchetta, com quem tem duas filhas. Graduado pela FAE (Faculdade Católica) em Ciências Contábeis, em 1984; pós-graduado em Planejamento Empresarial, também pela FAE, em 1985; e em Marketing Empresarial, pela UFPR, em 1995. Em 2008 e 2009, cursou especializações no IBGC, em governança corporativa, e participa ativamente do programa de educação continuada daquele Instituto.

Em 1986, na garagem de sua residência, fundou a primeira empresa do Grupo Sofhar, da qual foi diretor-presidente de janeiro de 1991 a março de 2006. Nesse período, a Sofhar Gestão e Tecnologia S.A. tornou-se uma das empresas privadas mais especializadas em tecnologia da informação do Brasil, premiada nacional e internacionalmente e certificada ISO 9001 já em 1998.

Luís Mário Luchetta tem conciliado a vida profissional com a dedicação firme na atividade associativa, buscando, principalmente, maior reconhecimento dos poderes constituídos para o importante setor de TI no país.

Eis um resumo:

Ao longo de 1999, exerceu a função de representante empresarial no Conselho de Administração do Instituto Curitiba de Informática.

Em novembro de 2004, foi eleito presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – Assespro Regional Paraná. Permaneceu no cargo por dois mandatos, até o final de 2008.

De janeiro de 2005 até dezembro de 2008, integrou o Conselho de Administração da Assespro Nacional.

Em janeiro de 2005, assumiu a revista nacional de Tecnologia da Informação, único veículo oficial do setor, de responsabilidade da Assespro, da Federação Nacional da Informática (Fenainfo), da Associação Brasileira das Empresas de Software (Abes), Sociedade dos Usuários de Informática(Sucesu) e da Sociedade Brasileira para a Excelência do Software (Softex).

Em março de 2006, tomou posse no Conselho Deliberativo da Abes, triênio 2006/2009.

Em outubro de 2007, foi nomeado membro suplente do Conselho de Administração da Softex. Ocupou a função até fevereiro de 2011, quando assumiu como membro titular.

Em dezembro de 2008, foi eleito membro da Diretoria Estatutária da Assespro Nacional, como vice-presidente de Articulação Política. A partir de janeiro de 2009, acumulou a função com a de membro do Conselho de Administração da entidade.

Também em janeiro de 2009, foi eleito e empossado no Conselho Fiscal da Assespro Regional Paraná.

Em setembro desse ano, passou a integrar o Conselho Temático de Política Industrial e Desenvolvimento Tecnológico (Copin), da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Em agosto de 2010, ingressou no Conselho de Administração do Instituto Curitiba de Informática (ICI).

Em 8 de dezembro do mesmo ano, foi eleito presidente da Assespro Nacional, para a gestão 2011/2012.

Em novembro de 2011, foi reconduzido à função de conselheiro do Conselho Estadual da Ordem do Grande Oriente do Brasil - Paraná, para o período 2011 a 2015. Ali acumula a vice-presidência.

No final de dezembro de 2011, foi nomeado, pelo então ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, para exercer a função de membro do Comitê da Área de Tecnologia da Informação (Cati), na condição de segundo suplente da representação do setor empresarial.

Luís Mário Luchetta recebeu as seguintes homenagens e reconhecimentos:

  • Prêmio Personalidade de Informática e Telecomunicações do Paraná – 2001, concedido pela Sociedade dos Usuários de Informática e Telecomunicações Sucesu);
  • Comenda Duque de Caxias, concedida em julho de 2004 pelo Grande Oriente do Brasil Paraná, em reconhecimento e exaltação aos méritos por relevantes serviços prestados à Pátria, à Ordem Maçônica e à Comunidade Paranaense;
  • Reconhecimento público, em dezembro de 2008, pela contribuição ao desenvolvimento do setor de tecnologia da informação do Paraná, na gestão 2005/2008, concedido por todos os arranjos produtivos locais - APL’s de TI do Estado do Paraná;
  • Reconhecimento público pela importante contribuição ao setor nacional de TI na gestão 2009/2010, como vice-presidente de Articulação Política da Assespro Nacional;
  • Reconhecimento público, em abril de 2011, pela iniciativa de interiorização da Assespro no Paraná, que contribuiu para o desenvolvimento dos arranjos produtivos locais de software e tecnologia da informação nos pólos do Estado do Paraná, e para o despertar da busca constante da excelência em gestão, evidenciada pelos prêmios conquistados pelas empresas paranaenses a partir de 2007.