Álbum de fotografias

Rua da Liberdade, atual Barão do Rio Branco, no início do século XX. À direita, o Palácio do Congresso.
O Palácio Rio Branco, sede da Câmara Municipal de Curitiba, em 2010.
Palácio Rio Branco, sede da Câmara Municipal de Curitiba, em 2007.
Palácio Rio Branco, sede da Câmara Municipal de Curitiba, em 2007.
Palácio Rio Branco, detalhe da entrada principal, em 2007.
Palácio Rio Branco, detalhe de fachada, em 2007.
Palácio Rio Branco, detalhe de fachada, em 2007.
Palácio Rio Branco, detalhe de fachada, em 2007.
Detalhe da ligação do Palácio Rio Branco com o edifício anexo, em 2007.
Detalhe do edifício anexo ao palácio Rio Branco.

Palácio Rio Branco

No Paraná, o início da República despertou a necessidade do Estado de possuir sedes adequadas dos poderes executivo e legislativo. Com este objetivo, é adquirido o Palacete Weiss para o Palácio do Governo e construída a sede da Assembleia Legislativa. O Palácio do Congresso, projetado pelo engenheiro Ernesto Guaita, é o primeiro exemplar da arquitetura oficial republicana no Paraná.

Em 1963, após a transferência do legislativo estadual para o Centro Cívico, a Câmara Municipal ocupa o imponente edifício, que passa a ser chamado de Palácio Rio Branco. Em 1972, foi inaugurado um anexo, de autoria do arquiteto Cyro de Oliveira Lyra, destinado às atividades administrativas e aos gabinetes dos vereadores.

O Palácio Rio Branco é tombado pelo patrimônio estadual.